25 outubro 2006

O Código Da Vinci

Já vi, finalmente, O Código Da Vinci. O livro li-o quando, no ano em que saiu, numa série de entrevistas que realizei, grande parte dos candidatos o estava a ler e as suas descrições suscitaram-me imensa curiosidade.

Não será uma obra de referência na literatura mundial, mas gostei desta leitura. A partir daí li todos os outros livros publicados pelo sr. Dan Brown. O Código Da Vinci e Anjos e Demónios, para mim, são os melhores, dentro do seu estilo de escrita.

Comparando o livro e o filme, na minha opinião, o realizador conseguiu reproduzir a intensidade e a velocidade dos sucessivos acontecimentos.

Em relação aos actores escolhidos, esperava ver no papel de Robert Langdon um actor mais sensual, mais charmoso, o Tom Hanks, que me desculpe, mas .... outro, que imaginei de modo diferente foi Leigh Teabing, esperava um actor mais gorducho. Muito bem escolhida foi Audrey Tautou para a personagem de Sophie. Achei que Jean-Yves Berteloot esteve muito bem no seu papel de polícia.

Bem, quem tal como eu não correu às salas de cinema, pode ver a partir de agora em DVD.

5 comentários:

Badala disse...

Eu adorei o livro e detestei o filme.

Laranja com Canela disse...

Porquê, badala?

Minerva McGonagall disse...

Tanto um como o outro são engraçados, mas nada de especial. Ah, e gostei do Tom... tem um ar fofo. Mas reconheço que o livro não passa essa imagem.

Badala disse...

Não gostei do actor que interpreta o Robert. É bom actor, mas não se encaixa no papel.
Não era original em nada, as imagens do passado não me cativaram...
Apanhei uma grande seca. Fiquei desiludida.

biodesagradaveis disse...

li o livro, não fui ao cinema, mas tenho que arranjar uma copia pira... quer dizer COMPRAR, tenho que comprar o DVD, é isso: comprar.

APC