20 novembro 2005

Lisboa pela manhã ...

Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian, 09h43.

A chuva cai sem dar descanso a quem anda na rua. As árvores despem-se ao sabor do vento. Nestes dias, cinzentos e chuvosos, apetece correr para casa e passar o resto do dia enroscada no sofá. Como companhia o livro de Richard Zimler, Goa ou O Guardião da Aurora e muito chá, de preferência, quentinho ...

2 comentários:

rutemoura disse...

e bolachas, muitas bolachas...

Laranja com Canela disse...

Vontade não falta ... o problema é que o regime não permite! ;)